Prêmio EDP nas Artes 2014 realiza palestra de apresentação e lançamento do edital de sua 4° edição

edp news

Prêmio EDP nas Artes 2014 realiza palestra de apresentação e lançamento do edital de sua 4° edição

sexta-feira 07, Fevereiro 2014

Inscriçôes gratuitas para a palestra

No próximo dia 12 de fevereiro, às 19h, a EDP, por meio do Instituto EDP, e o Instituto Tomie Ohtake realizam a palestra de divulgação do 4° Prêmio EDP nas Artes e lançamento de seu edital.  O evento acontece na sede do Instituto Tomie Ohtake, e contará com a presença do curador Agnaldo Farias, da artista plástica Geórgia Kyriakakis e do artista plástico Virgilio Neto, vencedor da última edição.

Concebido para estimular a produção contemporânea entre o público universitário, o prêmio é voltado para alunos das instituições que oferecem cursos de artes regulares ou livres. Esta ação é fundamental para a formação de uma rede de diálogo entre os professores e os estudantes de artes, fomentando a discussão sobre formação e profissionalização de jovens artistas. As inscrições para a palestra são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone 11 2245 1932 ou pelo e-mail premio@institutotomieohtake.org.br.

O Prêmio EDP nas Artes é composto por Cursos de Formação, Palestras, Seminário, Edital de Seleção, Premiação, Exposição e Publicação e tem como objetivo estimular e formar novos talentos artísticos em todo o país, além de proporcionar uma primeira inserção profissional através da exposição dos trabalhos selecionados na sede do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. 

Para abarcar participantes de todo o Brasil, sobretudo das regiões distantes do eixo Rio/São Paulo, uma das atividades do projeto é a realização de cursos de formação em outras regiões do país. Além de trazer reflexões sobre vários processos de criação, propostas de novas práticas e conceitos contemporâneos, os professores orientam sobre a confecção de portfólios, garantindo aos jovens melhores condições de concorrer ao prêmio. 

Um dos aspectos mais importantes que o programa promoveu nas edições passadas foi aproximar os artistas residentes nas cidades por onde passou. A partir dos encontros e palestras promovidos pelo Prêmio, houve maior interlocução entre eles e o interesse pela formação de um meio artístico mais estruturado e atento a questões da arte contemporânea e suas múltiplas tendências.